sábado, 3 de janeiro de 2009

"Sou barco", de Luís Cília e António Borges Coelho






O poema do historiador António Borges Coelho foi escrito na Cadeia de Peniche quando lá se encontrava preso à data da Fuga de Peniche. É o preso político que descreve as sensações sentidas da janela da cadeia.


Luís Cília fez a música em 1966 e esta canção foi uma das mais cantadas durante a resistência antifascista, enquanto o compositor-intérprete, também autor do "Avante camarada!", vivia emigrado em França.


Esta gravação é de em espectáculo em Outubro de 1993, em Barcelona, no Palau San Jordi. Sim, porque cá...


video

2 comentários:

samuel disse...

Gosto do Luis!

Neves disse...

Ca ignoram-se cantores como o Luís Cília e outros. Todos sabemos porquê.
Afinal não somos um país tão democrata como se afirma!