quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

FMI propõe golpe de Estado em Portugal

Lendo a notícia do Jornal de Negócios, na ausência de uma divulgação do relatório do FMI que o governo a esta hora já devia ter feito, o que o FMI propõe ao governo português, e por encomenda deste, é um verdadeiro golpe de Estado.
As medidas avançadas são praticamente todas inconstitucionais. Se o governo vai usar este "contributo do FMI" para corresponder à tal necessidade de 4 mil milhões de contos está a propor-se ser o executor deste golpe de Estado forjado no Conselho de Ministros. A Constituição é suspensa e o cilindro compressor de Passos Coelho prepara-se para arrasar as condições de vida dos trabalhadores e da chamada classe média.
Os portugueses não ficarão impávidos a assistir a este crime!

6 comentários:

Mário Carvalho disse...

Relatório do FMI em
http://economico.sapo.pt/public/uploads/PRT_FAD.pdf

Mário Carvalho

Anónimo disse...

Sem luta não vamos derrotar esta política.
Será que é agora que o povo acorda.?

Rogério Pereira disse...

O relatório, a pedido, é para resolver o que foi apurado faltar. Com o que falta apurar... creio que não vai chegar...

Será este o tal susto de que tenho vindo a falar?

António Abreu disse...

O susto é real mas um dia destes...

Formiga disse...

O Pais já está tomado há muito tempo...
Antigamente os colonizadores roubavam as colonias, agora estes Colonizadores vieram para o seu pais de origem explorar para entregar o resultado do saque aos seus donos. Ou não fosse mais de metade do governo proveniente de paises que durante anos foram colonizados...

Maria Ventura disse...

Sempre disse e escrevi-o, que PPC sofria de síndrome dos retornados, com todo o respeito que muitos me merecem.

Uma grande verdade, Formiga. Sede de vingança.